Disciplina.

#Disciplina



DISCIPLINA. É isso queridos virtuosos e queridas virtuosas! Essa é uma virtude que vai nos levar ALÉM! Bem-vindos ao canal de leitura e escrita Ler é Verbo! Para ser um pouco mais específico, bem-vindos à série VIRTUDES. Já definimos o que é virtude em outro vídeo e agora vamos partir para as virtudes! Hoje falaremos sobre DISCIPLINA. Quem é indisciplinado levanta o braço! Kkk Bem, sem perder mais tempo, vamos lá!


Antes, contudo, gostaria de pedir para você se inscrever no canal, para assim você não perder nenhuma atualização das outras virtudes que virão e para que você consiga se tornar uma pessoa muito virtuosa! E lembrar que em nosso podcast LER É VERBO, mais conteúdo espera por você.


Eu descobri que analisar um termo, um texto, um livro é fazer uma exegese, sabia? Mas o que diabos é exegese? Um procedimento médico? Como se escreve? Pra que serve? Kkkk Exegese é o esclarecimento, a definição de uma palavra ou de um texto. É muito aplicado à Bíblia, mas não só a ela. Mas como eu acho a palavra exegese… esquisita, digamos que vamos DEFINIR o que a palavra DISCIPLINA significa.


Disciplina possui vários significados. Assim, de cabeça, você consegue pensar em algum? Quando digo: adoro esta disciplina, quer dizer matéria. Ou a disciplina militar é importante, quer dizer a ordem de uma instituição.


Percebo que aqui no Brasil, talvez pela cultura, a palavra disciplina carrega um aspecto negativo. Não negativo de ruim, mas negativo de opressão. Parece que disciplina vem sempre de se controle alguém. Fazer com que uma pessoa seja subordinada à outra.


Mas a disciplina como VIRTUDE é ordem, sim, mas livremente consentida. E quem escolhe essa ordem? Nós! Disciplina relaciona-se com palavra discípulo. Discípulo é aquele que segue as doutrinas de alguém. Então como virtude na disciplina o indivíduo torna-se discípulo de si mesmo. É seu próprio professor, treinador, técnico, orientador e aluno.


Para a sua disciplina você precisa de duas qualidades, a) uma grande força de caráter para definir e escolher livremente o que você deseja como regulamento para a sua vida e, b) a força moral para seguir o que você se propôs.


Beleza, mas como saber o que definir como regulamento? Platão dividiu a alma em três partes: razão, paixão e desejo e disse que o comportamento correto resulta da harmonia entre eles. E outra, como disse no vídeo das VIRTUDES, aprendemos a organizar nossa alma na prática, sempre com o pensamento e as ações direcionadas para o bem.


Então suponhamos que você queira emagrecer. Você cria um regulamento interno de se exercitar todos os dias e segue esse regulamento. Isso é disciplina. “Haja o que hajar, vou treinar hoje!” Quando chega ao final do ano, na virada, se ainda não estivermos muito bêbados, nos prometemos cada coisa. Até chegamos a cumprir algumas na primeira semana… mas depois as paradas esmorecem e voltam a ser como antes… mas eu garanto, isso vai mudar!


Aqui no livro das virtudes lemos textos de Olavo Bilac, James Baldwin, Esopo, Jean de La Fontaine, Ovídio, Shakespeare e Tolstoi.


Vou dar uma paradinha aqui no Tolstoi. Eu adoro os russos… os caras produziram muitos escritores sensacionais. Este conto de Tolstoi: “de quanta terra um homem precisa” acho que é um dos melhores que a pessoa vai ler ao longo da vida. Já havia lido umas três vezes em momentos anteriores e tive o prazer de relê-lo. Nunca havia pensado sob esse viés da disciplina. Eu não posso falar sobre o conto, pois é daqueles tipos que não se pode dar spoiler, é legal chegar ao final sem saber o que acontece.


De qualquer forma, o que percebi é que a maioria dos contos contém uma moral. E a maioria é sobre pessoas indisciplinadas. E o ser indisciplinado aqui não é ir contra algum regulamento é simplesmente não ter meditado sobre o seu regulamento interno. Viver sem harmonizar a paixão, a razão e o desejo.


Inclusive este é o tema de um outro texto de Platão. A pergunta é, devemos viver “livres” e deixar crescer as paixões sem as reprimir ou deveríamos ter domínio de si e governar prazeres e paixões?


Platão argumenta que o bem só pode vir de coisas ordenadas. E como a virtude é a prática constante do bem, a disciplina é a virtude da temperança. Temperança é pensar antes de agir, colocar na balança da razão os prazeres que serão obtidos por determinado ato e as paixões que te movem nesta vida. E conclui Platão:


Os sábios, Cálicles, nos ensinam que céus e terra, deuses e homens se encontram na amizade, na ordem, na cordura e na justiça. Por isso, amigo, o universo se chama Cosmos, ou ordem, e não Caos, ou desordem.

E aí? Você consegue regular-se a si mesmo e refrear paixões e desejos? A disciplina é o super-poder que vem para te ajudar! Imagina se a Marvel fizesse os super-heróis com base nas virtudes? Qual seu super poder? O meu é disciplina, consigo tudo o que eu quero! O meu é lealdade! Só não sei o que é isso ainda porque não fizemos a exegese dessa palavra!


Bom, espero que tenha gostado e que continue no caminho da virtude! Vamos criar uma comunidade de pessoas virtuosas, boas, sábias e justas! Vamos nessa! Lembre-se de se inscrever no canal para não perder nenhuma atualização. E em nosso podcast LER É VERBO, mais conteúdo espera por você. Lá vou ler alguns trechos dos contos! Um abraço, boa sorte e até a próxima! Valeu!


9 visualizações
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter